Ululante Lú

Posts Tagged ‘smartphone

Em tempos de Kindle, Ipad, Smartphones e Netbooks quase do tamanho de uma carteira ( desejo de ter esse Sony Vaio), um grito de resistência  da época em se usava caneta esferográfica me chamou a atenção. São os caderninhos tipo Moleskine, que tem um estilo sofisticado.  Segundo a marca (Moleskine SRL) esse tipo de caderno é herdeiro e sucessor dos cadernos usados pelos maiores intelectuais dos últimos dois séculos entre eles Picasso, Van Gogh e Hemingway. Eles estão lotando as desde as prateleiras de grandes livrarias como a Fnac até as de papelarias boutique como a Papel Craft ( que já vende os bloquinhos há séculos) .

Primeiro apareceram por aqui só em tamanho médio agora já existem em uma variedade enorme de cores, tipos e tamanhos. No site da marca essa variedade se multiplica. Você pode ter um caderninho com capa de couro somente para registrar os filmes que vê, para criar storyboards ou quadrinhos e até mesmo com páginas dobráveis para escrever longas frases em ideogramas, além claro das tradicionais agendas e diários.

Como muito mais do que a grife o que faz sucesso é o estilo, marcas brasileiras já se encarregaram de fazer sua versão tupiniquim do produto. Cicero Papelaria, Livraria Saraiva, Atelier Machado e a  Editora Tilibra (linha Fitto)  são apenas algumas lojas que já lançaram sua versão do caderninho  a preços muito mais amigáveis.

Ainda que os smartphones e notebooks sejam muito mais presentes nas nossas vidas não há nada como organizar as idéias em um pedaço de papel, melhor fazê-lo com estilo.

————————————————————-x——————————————————————–

Muitas grifes de roupa como Espaço Fashion e Carlos Tufvesson estão associando o conceito do Upcycling ( que reaproveita materiais que iriam para no lixo para criar peças quase exclusivas) a essa nova “mania” nacional . Usando sobras de tecido das coleções para fazer capas customizadas e exclusivas para cadernos tipo moleskine.

————————————————————-x——————————————————————–
E se por um lado podemos fazer um resgate e escrever com nossas letras tortas em folhas feitas de celulose porque não transforma-las em bytes e mostrar sua personalidade em forma de caligrafia também no mundo virtual? Pois foi justamente isso que a Pilot criou. Uma ferramenta que permite que você crie uma fonte com sua própria letra! Nesse blog eles explicam direitinho como você deve fazer.

————————————————————-x——————————————————————–

E já que partimos para a diversão porque não escrever de uma forma diferente em um caderno que só parece tradicional dea uma olhada > Inspiration Pad

Anúncios

Tagarela

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Luísa Ferreira

Jornalista, carioca da gema que mora em São Paulo.

E-mail: lumferreira@gmail.com
Twitter: @luisamferreira